Pular para o conteúdo principal

OS ATINGIDOS

Gavias SliderLayer - OS ATINGIDOS

  • OS ATINGIDOS
    Conheça o perfil dos atingidos pelo desastre
Foto: José Cruz/Agência Brasil

A lama de rejeitos da Barragem de Fundão atingiu pelo menos 45 municípios da Bacia do Rio Doce, nos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, impactando de diferentes maneiras ao menos 2,2 milhões de pessoas.

 

A abrangência geográfica dos atingidos e atingidas deve-se ao fato de que a massa de rejeitos de mineração liberada pelo colapso da barragem tornou-se uma onda que, semelhante a uma avalanche, causou muita destruição em seu caminho, chegando a córregos e afluentes; até chegar ao Rio Doce e contaminar toda a sua extensão até a foz no Atlântico. A lama chegou também nas áreas estuarinas, costeiras e marítimas do litoral capixaba.

Caracterização da população da região atingida em 2010 – variáveis demográficas

Fonte: Elaboração própria (2022) com base nos dados do Censo Demográfico 2010 (IBGE).

DISTRIBUIÇÃO ETÁRIA NO GRUPO ATINGIDO POR SEXO EM 2010

Fonte: Elaboração própria (2022) com base nos dados do Censo Demográfico 2010 (IBGE).

Mercado de trabalho

Fonte: Elaboração própria (2022) com base nos dados do Censo Demográfico 2010 (IBGE).

Nota: Considerou-se como economicamente ativa na semana de referência a pessoa ocupada ou desocupada nessa semana, para pessoas com 14 anos ou mais.

Caracterização dos municípios

Número de trabalhadores ocupados segundo dados da PNAD Contínua e de vínculos formais a partir de dados da RAIS(*)

(*) As diferenças entre os números de trabalhadores formais entre a PNAD Contínua e a RAIS deve-se a óticas diferentes adotadas pelos bancos de dados. A PNAD é uma pesquisa amostral, enquanto a RAIS é um registro administrativo.

Fonte: Elaboração própria (2020) a partir dos dados da RAIS (ME) e da PNAD Contínua (IBGE).

Salário médio de
trabalhadores ocupados(*)

(*) Valores em R$ de dezembro de 2017.

Fonte: Elaboração própria (2020) a partir dos dados da RAIS (ME) e da PNAD Contínua (IBGE).

Caracterização da população de cada município atingido em 2010

Fonte: Elaboração própria (2022) com base nos dados do Censo Demográfico 2010 (IBGE).

Fonte: Elaboração própria (2022) com base nos dados do Censo Demográfico 2010 (IBGE).

Fonte: Elaboração própria (2022) com base nos dados do Censo Demográfico 2010 (IBGE).

Agropecuária

Caracterização dos estabelecimentos agropecuários dos municípios da região atingida em 2006 e 2017

(*)Fonte: Elaboração própria (2022) com base nos dados do Censo Agropecuário 2006 e 2017 (IBGE).

Nota: Área Total engloba qualquer tipo de área que o Censo Agro computa para o estabelecimento; Produção por área é definida pela razão entre o Valor de Produção do estabelecimento e a Área Total dele.

Nota: Valores em Reais de setembro de 2017.

Educação Básica

NÚMERO DE MATRÍCULAS E IDEB - ÍNDICE DE DESENVOLVIMENTO DA EDUCAÇÃO BÁSICA

(*)Fonte: Elaboração própria (2019) com base em dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para os anos de 2012 a 2018.

Desempenho escolar dos alunos dos municípios da região atingida

(*)Fonte: Elaboração própria (2019) com base em dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para os anos de 2012 a 2018.

Renda agregada

PIB real dos 45 municípios a preços de 2020

O Produto Interno Bruto (PIB) pode ser entendido como valor da produção agregada de bens e serviços finais em um determinado ano ou como a soma da renda dos proprietários dos fatores de produção como trabalhadores, proprietários de recursos, empresários e governo. O gráfico apresenta o valor do PIB real, a preços de 2020, dos 45 municípios atingidos. O ano de 2014 corresponde a última informação de PIB anual pré-desastre.

(*)Fonte: Sistema de Contas Nacionais (IBGE, 2021).

PIB per capita real dos 45 municípios a preços de 2020

O gráfico apresenta o valor do PIB real per capita, a preços de 2020, dos 45 municípios atingidos. O ano de 2014 corresponde a última informação de PIB anual pré-desastre. Essa informação leva em consideração o crescimento populacional na dinâmica da renda agregada.

(*)Fonte: Sistema de Contas Nacionais (IBGE, 2021).

Proporção dos setores no PIB dos 45 municípios

O gráfico indica a proporção dos setores de produção (agropecuária, serviços e indústria), em conjunto com os gastos do Governo (administração pública, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social) e Impostos líquidos de subsídios.

(*)Fonte: Sistema de Contas Nacionais (IBGE, 2021).

Nota: % Agro: Proporção do Valor adicionado bruto da Agropecuária em relação ao Produto Interno Bruto total do município; % Serviços: proporção do Valor adicionado bruto da Serviços em relação ao Produto Interno Bruto total do município; % Indústria: proporção do Valor adicionado bruto da Indústria em relação ao Produto Interno Bruto total do município; % Adm. Pública: proporção do Valor adicionado bruto da Administração, defesa, educação e saúde públicas e seguridade social em relação ao Produto Interno Bruto total do município; % Impostos: proporção dos Impostos, líquidos de subsídios, em relação ao Produto Interno Bruto total do município.

Outros recortes

O recorte econômico, contudo, não é o único para abarcar a compreensão das dimensões dos danos causados pelo desastre. Entre a população atingida encontram-se povos indígenas e comunidades remanescentes de quilombos.

POVOS INDÍGENAS

Entre os municípios de Resplendor (MG) e Conselheiro Pena (MG), situa-se a Terra Indígena Krenak, em uma área de 4.039 hectares, na margem esquerda do médio Rio Doce. Em 2014, a população somava 343 pessoas, organizadas em oito grupos.

No município de Aracruz (ES), encontram-se as Terras Indígenas Tupiniquim, Caieiras Velha II e Comboios, habitadas pelas etnias Guarani Mbya, Guarani Ñandeva e Tupiniquim. A TI Caieiras Velha II possui 57 hectares e tem população aproximada de 20 pessoas. A TI Comboios abrange uma área de 3.872 hectares e conta com duas aldeias da etnia tupiniquim, com população estimada de 534 pessoas. A TI Tupiniquim conta com área de 14.282 hectares e população estimada em 2.544 pessoas, em quatro aldeias tupiniquim, quatro aldeias guarani e uma aldeia guarani e tupiniquim.

QUILOMBOLAS

No município de Linhares (ES) localiza-se a Comunidade Remanescente de Quilombo do Degredo (CRQD), constituída de 147 famílias que mantêm laços de consanguinidade, afinidade e compadrio entre si, estabelecendo uma rede de interações comerciais e simbólicas.

Nos municípios de São Mateus e Conceição da Barra (ES) encontra-se o Território Quilombola do Sapê do Norte, que abriga aproximadamente 1.200 famílias em ao menos 33 comunidades remanescentes de quilombos localizadas ao longo dos vales dos rios Cricaré e Itaúnas. Organizam-se em sítios familiares que mantém laços de compadrio e de parentesco entre si, efetuando redes de solidariedade, troca e culturais que remontam à uma história comum.

(Fontes: FERREIRA, S. R. B. “Donos do lugar”: a territorialidade quilombola do Sapê do Norte – ES. Tese (doutorado em Geografia). Niterói, RJ: UFF, 2009; e FERREIRA, S. R. B Quilombolas no Sapê do Norte-ES: a territorialidade revivida pela memória. In: Anais do Seminário Nacional de Pós-Graduação em Ciências Sociais. Vitória: UFES, 2011, v.1, n.1.)